quinta-feira, 31 de julho de 2008

Palavra

Há muitos que a palavra não diz lá muita coisa, ou melhor, há muito que não se presta atenção ao que a palavra diz.

– Contraditória esta vida de palavra!

Quando se cogitou o primeiro raciocínio, fê-lo através da palavra.
Palavra, esta, incomunicável; muitas vezes inteligível; poucas vezes repleta de sentido. E quando o tem, falta-lhe o significado.

– Indecifrável esta vida de palavra!

Quando se materializou a primeira mensagem, fê-la através da palavra.
Palavra, esta, concreta; muitas vezes acessível; poucas vezes consubstanciável.

– Engraçada esta vida de palavra!

Há muitos que a palavra não é interessante.
Há tempos que se perdeu seu domínio.
Há instantes que me palpita a idéia de que não mais se comunica com a palavra.
Há de se resgatar a graça de uma vida indecifrável e contraditória dessa vida de palavra.

3 comentários:

lizandraestudandopsicologia disse...

OI, MEU AMOR TEU BLOG TÁ LINDO! VOCÊ ESCREVE MUITO BEM...

lizandraestudandopsicologia disse...

ei tu tem que estar postando sempre,
tô com muita saudade!

lizandraestudandopsicologia disse...

ei, agora vamos discutir, no teu primeiro post EU ME ESTUDO ESFORÇADAMENTE.
EXPLIQUE-SE
RS